fbpx

Descobrir as 7 dicas incríveis sobre como criar sua persona / avatar e vender mais hoje é um tesouro à sua disposição. Afinal, muitas pessoas possuem dúvidas e não sabem o que fazer, porém contigo é diferente por meio desse texto.

O foco não é vender uma ‘receita de bolo’, pois essa técnica é ultrapassada e pouco eficaz atualmente. A ideia central é simples: mostrar um caminho para você e permitir que as decisões sejam voltadas para o seu negócio.

Para ter acesso a todas as informações é simples e aprender como criar sua persona se torna mais fácil. Dessa forma, é chegada a hora e o momento de ter acesso a todas as informações, confira a seguir as sete dicas para iniciar.

1- Saiba o que é persona: Como criar sua persona?

Em primeiro lugar, para saber como criar sua persona é primordial citar o que é e explicar com objetividade. Sendo assim, a persona nada mais é do que uma representação fictícia do seu cliente considerado como ideal.

A persona / avatar deve ser baseado em dados reais e que englobem o comportamento, incluindo as características de cunho demográfico. O foco pode ser em histórias pessoais, as metas, o que o motiva, as dores e os remédios.

Uma excelente definição de persona se dá pelo contato que você deve ter com o seu público-alvo. Basicamente, é importante que você identifique as características em comum entre os seus possíveis compradores.

Se você possuir um case de clientes, saiba que essa é a ‘fonte’ ideal para que você inicie tal estudo. De fato, os perfis podem até ser distintos das demais pessoas ou empresas que consumam os seus produtos.

Embora muitos não imaginem a importância disso, é fundamental que você pense que a persona deve exemplificar a sua persona. Nem sempre idade, região e sexo são eficientes para uma persona, porque é preciso ir além disso.

Se trata de saber os hábitos de consumo e, também, as principais preferências de cunho pessoal. Esses dados é que ultrapassam o limite de uma pesquisa numérica, ou seja, é algo positivo para a empresa.

Lembre-se: foque nos seus clientes satisfeitos e aqueles que ainda não chegaram nesse tipo de classificação. Para os dois casos, é possível saber qual é a impressão do seu produto e os desafios que os clientes encaram.

Como criar sua persona e ter bons resultados é importante, já que é justamente aquilo que trará maior lucratividade. Em outras palavras, é o passo inicial para atingir aqueles objetivos que foram traçados desde o início.

2- Descubra a diferença entre persona e público-alvo

Antes de mais nada, é importante conhecer o público-alvo e a comparação ficará cada vez mais fácil. Assim também, se trata de um conceito bastante utilizado no marketing e que várias pessoas também o usam.

É fundamental saber que é inerente a uma fatia da sociedade e engloba o mercado, ou seja, um produto ou serviço resolve tal problema. Por exemplo: um ebook sobre dietas para pessoas que enfrentam o sobrepeso.

A definição de público-alvo depende de várias informações e fundamental entender quais são elas para definir corretamente. Para possibilita que exista o entendimento, veja abaixo os pontos que são utilizados com frequência:

  • Classe social;
  • Condição financeira;
  • Educação;
  • Hábitos de consumo;
  • Idade;
  • Localização;
  • Profissão

Imagine que o público-alvo é você ver uma cidade por uma vista panorâmica e por cima de um prédio. Portanto, há um recorte de uma fatia e o pensamento em grupo, pois enxergar a individualidade é muito difícil.

Agora imagine a seguinte situação: você desce pelos andares e começa a circular entre as pessoas. Em seguida, fica mais fácil de entender como cada pessoa é, e você acaba de individualizar a abordagem em questão.

A persona é justamente a criação de uma ‘pessoa’ e demanda um nível de aprofundamento muito elevado. Sendo essa a principal diferença para o público-alvo e por isso que é fundamental diferenciar uma da outra.

Um dos erros mais comuns do mercado é acabar se confundindo e prejudica bastante o uso da estratégia mais eficiente. Além de fazer com que a empresa pense de uma forma macro, quando o melhor seria pensar de modo micro.

Em outras palavras: o público-alvo é o quebra-cabeças, enquanto que a persona é cada peça desse quebra cabeça. Ao entender esse fato, você tem a persona ideal e consegue atingir o público adequado.

como criar sua persona
como criar sua persona

3- Veja as questões que auxiliam a entender como criar sua persona (avatar)

Entendido o que é persona e a diferença para o público alvo, em suma, é primordial saber as questões que ajudam a criar o sua persona. Ao mesmo tempo, é salutar que seja objetivo e traga informações de grande valia.

O processo precisa ser direcionado para a maioria dos seus clientes e é importante que eles respondam algumas perguntas. A meta é que você consiga avaliar o perfil comportamental da sua persona em questão.

É necessário saber que o processo pode ser feito com facilidade e as perguntas não são complicadas se serem formuladas. O ideal é que você não use as que serão mostradas a seguir, porém dá para ter uma ideia:

  • Quais as características psicológicas e físicas do seu potencial cliente?
  • Qual é o tipo de assunto que ele se interessa?
  • Que atividades ele realiza com mais frequência?
  • Qual é o nível intelectual que possui?
  • Quais são os principais desafios e obstáculos?
  • Quais são as dores?
  • O que influencia as decisões que ele toma?

Certamente que o processo de criação de uma persona, ou de várias, pode ser complicado e trazer pouca efetividade. Contudo, se as perguntas forem bem formuladas, a tendência natural é que você possa saber o que fazer.

Uma maneira bem eficiente de entender a aplicação sobre como criar sua persona é a seguinte: a dor do cliente. O passo seguinte é bem simples: oferecer o remédio, ou seja, o seu produto ou serviço.

Procure pensar nos assuntos que ele se interessa e fica mais simples de conseguir boas ofertas para o cliente. Grande parte das vendas são realizadas assim e acredite: é apenas a prática que te tornará melhor nisso.

4- Utilize a persona da forma correta: Entenda para que serve

A princípio, é possível encontrar mais de dez utilizações sobre a persona e todas consistem em apenas uma coisa: as dores. Da mesma forma, se trata das dificuldades, ou seja, a necessidade e você deve explorar isso.

Por exemplo: imagine alguém de baixa renda que acabou de perder o emprego de garçom e está no seguro desemprego. A sua necessidade é de voltar a trabalhar e ele sabe que a pandemia afetou o seu ramo de atuação.

Alguém que vender um minicurso sobre consertos de celulares, por exemplo, teria como foco pessoas que estão na situação dele. Perceba um fato: alguém que promove o curso tem total condição de atingir um público, certo!?

A utilização da persona, em síntese, deve ser realizada para que exista uma direção para a empresa seguir. O processo de criação de persona é como se servisse para indicar o que você deve fazer para atingir o cliente.

Minhas redes sociais

5- Fuja dos estereótipos na hora de criar uma persona

Uma das piores coisas que podem acontecer é usar clichês ou mesmo uma persona pronta, porque é perigoso demais. Do mesmo modo, é crucial que as informações alimentadas sejam corretas e adequados para aquele caso.

O sucesso da criação de avatar depende diretamente de se aproximar ao máximo do que o cliente real precisa. Igualmente, é preciso que seja você crie uma persona adequada a sua necessidade e não com alguns clichês.

Um erro muito comum é a falta de pesquisa e leva a pessoa a ter um processo de criação limitado. Por outro lado, há também pessoas que usam o preconceito e têm conteúdo machista, elitista ou até racista, o que é perigoso.

Por fim, a dica principal é procurar entender o momento e criar a persona ideal para aquele momento. Lembre-se: nenhuma pessoa é estática, ou seja, o sua persona / avatar também não pode ficar ultrapassada.

6- Tire as dúvidas na hora de criar uma persona

À primeira vista, já ficou claro que aprender a como criar sua persona, ou seja, a persona, não é complicado. Todavia, há um problema e demanda muita atenção: aquelas dúvidas mais comuns e que são bem perigosas.

Várias pessoas não sabem o que fazer e acabam tendo um processo de criação de persona que não é eficaz. A proposta é mostrar as três mais comuns e a seguir confira as informações sobre cada uma dessas dúvidas.

É possível criar mais de uma persona?

Imagine esse cenário: você colheu os dados e percebeu que há mais do que um perfil entre os seus clientes. Portanto, existe a necessidade de que você crie mais do que uma persona e não tem qualquer problema nisso.

O principal é fazer o processo com bom senso e sem excessos, pois é um risco imenso de acabar errando. A melhor atitude é ponderar uma criação de personas mais consciente e sempre ligada ao negócio que você tem.

Dá para criar personas para empresas B2B?

Empresas B2B têm a sua base de clientes feita por empresas e é aqui que muitas dúvidas acontecem. Fato é que a persona será a mesma e tem um motivo: a empresa muda, porém são as pessoas que tomam decisões.

A criação de persona deve ser visando aquele gerente ou mesmo dono e não apenas na própria empresa. Tocar nas dores é um diferencial e auxilia a não ter dúvidas sobre como criar sua persona da maneira correta.

O que fazer para criar uma persona sem clientes?

Esse é um dos desafios mais comuns e ainda bem que existe a internet, porque há várias formas disponíveis. O processo consiste em ter informações sobre os clientes que interagem com você e abaixo confira as opções:

  • Pesquisas de mercados, porém devem se encaixar nas suas propostas;
  • Pesquise com os contatos que você já tem;
  • Utilize o Google Analytics;
  • Estude a concorrência.

O mais importante é combinar as atitudes citadas acima e fica melhor de criar persona de modo adequado. Daí para frente é simples e basta aplicar da maneira correta, porque as dúvidas foram tiradas do modo correto.

Marketing digital
Marketing digital

7- Confira exemplos de personas para diferentes segmentos

A fim de finalizar o texto e com ‘chave de ouro’, é fundamental citar alguns exemplos de personas. Simultaneamente, o objetivo é mostrar os mais comuns e permitir que você entenda como a criação pode ser realizada.

Lembre-se: descobrir como criar sua persona não é algo estático e nem deve ser seguido à risca, pois existem mudanças. Para auxiliar e finalizar esse conteúdo, é chegado o momento de conferir e a seguir veja quatro exemplos:

Afiliados

Bryan têm 23 anos e precisou trancar a faculdade, pois tem dificuldades financeiras e mora em uma cidade pequena. Além disso, é solteiro e não tem filhos, mas mora com os pais e deseja trabalhar sem sair de casa.

Por gostar de tecnologia e acompanhar vídeos no YouTube sobre montagem de sites, Bryan quer explorar esse lado. O jovem deseja trabalhar de casa e já ouviu falar sobre o mercado de afiliados, mas tem medo de não dar certo.

Gerentes de empresas

Robson é gerente de uma microempresa que fabrica peças para cadeira de rodas e conta com 15 colaboradores. No entanto, não há controle de ponto e o registro de funcionários é feito manualmente por um funcionário.

Há comentários nos corredores de que alguns colaboradores chegam atrasados e isso gera desconforto. Robson deseja um relógio de ponto que leve as informações ao sistema e dê para controlar melhor os colaboradores.

Donos de empresas

Richard tem 35 anos e é dono de uma produtora de vídeos, a sua cidade de atuação é no interior do Mato Grosso do Sul. O empreendedor digital conta com vários colaboradores que trabalham no estilo homeoffice.

O problema é que alguns colaboradores não olham o e-mail e os atrasos dos vídeos têm deixado os clientes descontentes. Richard precisa de um sistema que permita acompanhar o andamento do trabalho por meio da internet.

Clientes finais

Luís é um jovem tímido e tem 25 anos, porém não costuma conquistar as mulheres e não sabe como conversar. Entretanto, adora aplicativos, como o Tinder e Badoo, mas sempre trava na conversa e fica sem assunto.

O jovem já pesquisou sobre o assunto, porém nunca encontrou algo que o fizesse ser bom de xaveco. Por ser estudante e morar com os pais, Luís não deseja gastar muito e prefere um conteúdo por ebook, pois é discreto.

O texto trouxe sete dicas para você aprender a como criar sua persona e mostrou exemplos práticos. Enfim, o mais importante é aplicar o que foi ensinado e acredite: a aplicação precisa ser feita para o seu negócio.

1 Response

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.