O que é marketing de afiliados? Por onde começar?

Primeiramente, o marketing de afiliados é formato totalmente novo e tem o foco de melhorar o já conhecido marketing. Bem como, a meta é ampliar as formas e os canais de comunicação, conseguindo impactar o consumidor.

A exigência das pessoas aumentou e atualmente todos estão antenados em tudo, podendo escolher o tipo de publicidade que influenciar a sua compra. Sendo assim, é preciso se atualizar e usar as melhores formas para divulgar.

O nome ‘marketing de afiliados’ parece complicado, mas a realidade é que o entendimento é bem simplificado. O texto mostrará que é possível aprender a fazer a utilização e melhorar o seu processo interno com facilidade.

Afinal, o que é o marketing de afiliados?

Em primeiro lugar, essa é uma relação comercial e o Afiliado precisa divulgar um produto para um empreendedor ou uma empresa. Por outro lado, recebe em troca uma comissão e esse fato acontece a cada venda que foi realizada.

Vale destacar que esse modelo de publicidade é uma das melhores opções e englobam as pessoas que querem trabalhar com vendas online. Além disso, é muito eficiente para divulgar os seus produtos na internet com facilidade.

Por exemplo: o marketing de afiliados facilita a rentabilização das redes sociais, sites e blogs. O processo se dá por meio das vendas de produtos, podendo ser de terceiros, não precisando criar, por exemplo, um produto.

Certamente que essa estratégia é eficiente para todos, pois os produtos têm mais canais para distribuir os produtos. Os clientes também e podem pesquisar em diversos locais, encontrando a alternativa eficiente a todos.

Tipos mais comuns de divulgação

O marketing de afiliados, em suma, oferece várias maneiras para divulgar os produtos e conseguir remunerações interessantes. Igualmente, é preciso conhecer as principais e a seguir confira informações sobre cada uma delas:

  • Site– Essa é a maneira mais comum e consiste em criar um website completo, divulgando o produto digital. Entretanto, é importante oferecer uma boa aparência e que não demore muito para carregar.
  • Blog– Se a proposta é criar algum vínculo com o cliente, essa é a forma mais adequada e é parecida com o site. É essencial apenas que os textos façam com que o leitor acabe voltando sempre ao seu blog.
  • Minisite– Para aqueles que querem um site com até quatro páginas, essa é uma maneira bem eficiente. Todavia, é eficiente apenas se existir um bom ranqueamento e os textos devem ser persuasivos.
  • Redes Sociais– Atualmente as pessoas passam mais tempo no Instagram e no Facebook do que navegando em sites. É primordial divulgar o serviço por lá e sempre linkar ao seu site, blog ou minisite.

Vale lembrar que não há uma forma melhor ou pior do que a outra, já que muitos afiliados divulgam de maneira plural. Logo, é importante entender qual é a que mais se adequado ao que você está buscando nesse momento.

Marketing de afiliados: Canais para divulgar

Se tornar um afiliado de sucesso, em síntese, não se torna obrigatório ter um canal totalmente exclusivo para isso. Aliás, é muito indicado procurar ter vários canais e consiga trabalhar diferentes estratégias em cada um deles.

O mais importante é entender que a divulgação é a ‘alma’ do marketing de afiliados, pois é o que efetua a venda. Por mais que a produção de conteúdo seja importante, a realidade é que divulgar complementa esse processo.

Para que o processo de divulgação funcione, é fundamental aprender os mais utilizados pelos empreendedores digitais. A boa notícia é que não é complicado de entender e abaixo veja cada um deles:

  • Site ou blog– No site, liberdade para produzir conteúdo é grande e dá para subir no ranqueamento, desde que o SEO seja bem-feito. O Blog, traz a chance de desenvolver uma relação mais próxima com o público.
  • Redes sociais– Uma das melhores alternativas disponíveis e é possível atingir um público muito diferente do site/blog. Contudo, é preciso ter um pouco de noção sobre social media e aplicar esses conhecimentos.
  • E-mail marketing– Para o afiliado que tiver uma base mais sólida, a criação de leads e o envio do e-mail marketing é uma boa. No entanto, é preciso dominar a estratégia e trabalha uma sequência adequada.

À primeira vista, uma pergunta surge: Qual desses canais de divulgação é melhor para o afiliado? Bem, a realidade é que todos devem ser usados e o objetivo é atingir o público de muitas maneiras.

Por exemplo: as redes sociais podem ser usadas para levar tráfego para o site, que por sua vez, dá o golpe final da venda. Inclusive, não existe qualquer regra e o principal é que o afiliado se sinta livre para a usar a sua criatividade.

Como se tornar um afiliado?

O texto mostrou a importância do marketing de afiliados e é fundamental entender como é possível se tornar um afiliado. A fim de facilitar o processo, confira a seguir algumas dicas para começar a empreender agora mesmo.

1) Escolha um bom programa de afiliado

Muitas plataformas de afiliados existem, porém, a mais usada e indica é a Hotmart, pois está em alta há muito tempo. Sob o mesmo ponto de vista, é possível escolher um nicho e um produto digital dentro de poucos minutos.

A Hotmart também possibilita a transferência do dinheiro para a sua conta e conta com um blog com várias informações. Dessa forma, é uma bela alternativa e está disponível, oferecendo um serviço de muita qualidade.

2) Opte pelo melhor produto digital

A escolha do produto digital não deve ser feita a esmo e o principal é que seja do nicho que você considera ideal. Assim também, é importante que seja do seu gosto e lembre-se: será preciso trabalhar nele por um longo tempo.

Uma dúvida comum é sobre a possibilidade de mudar de nicho e a realidade é apenas uma: não há problemas. Simultaneamente, aparece um contraponto e tem ligação com o fato de não ser algo muito indicado.

Se o site já tem público, saiba que as pessoas podem estranhar uma mudança no nicho e por isso que é melhor estudar antes. Dependendo da plataforma de afiliados, é possível conferir os nichos e produtos digitais mais quentes.

3) Use o marketing de afiliados para educar o seu público

A produção de conteúdo é fundamental para convencer o público e, sim, é uma parte que traz muitas dúvidas. Do mesmo modo, a principal é o que um texto precisa ter para ser agradável ao Google e a seguir confira as dicas:

  • É importante que o conteúdo seja criado, com base em uma palavra-chave, definida anteriormente;
  • Em seguida, as frases devem ter até vinte palavras e os parágrafos não podem ter mais do que 5 linhas;
  • A utilização de imagens é importante e devem conter, também, a palavra-chave que foi definida anteriormente;
  • Cada subtítulo não deve conter mais do que 300 palavras e a palavra-chave deve estar em 30% dos mesmos.

Se parecer muito complicado para você, saiba que a contratação de um redator pode ser feita por vários sites. Assim, o é aquele que te coloca em contato com muitos freelancers redatores.

4) Estude para melhorar o cenário existente

A princípio, muitas pessoas acham que ‘em time que está ganhando não se mexe’ e esse pensamento é certo? Da mesma forma, será que não seria legal ‘estudar o adversário’ e descobrir os pontos fracos?

Pois é, o estudo consiste justamente em entender o mercado e saber qual está sendo o seu diferencial. Juntamente com esse fato, talvez não dê para saber qual é o seu ponto forte e, sim, pensar nas falhas dos concorrentes.

O Google Analytics demonstra o tráfego do seu site e blog, ou seja, é possível saber a quantidade de acessos. Para as redes sociais, o aplicativo Etus possibilita ter uma visão gerencial do seu Instagram/Facebook.

5) Não se acomode, pois a concorrência não perdoa

Por fim, mas não menos importante, é fundamental não se acomodar e entender que o mercado está em constante mutação. Ainda mais atualmente, já que as mudanças são rápidas, é importante manter-se à frente dos demais.

É crucial buscar a evolução e a motivação, mas não é para o começo e, sim, para quando o sucesso chegar. Afinal, quem é que não se acomodaria se tivesse a chance de saber que fatura de casa mesmo?

Bem, finalizo esse texto te propondo uma reflexão: O marketing de afiliados não poderia ser entendido como um passaporte? Então, depende do destino e, nesse caso, é contigo: Para onde você quer ir?

 

 

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.