Tráfego Pago: O que É, Por que é Importante, Quais são as Principais Ferramentas

A meta de todo empreendedor digital é atingir mais clientes e fazer o negócio crescer, mas não é simples e o tráfego pago entra nessa parada. Trata-se de uma excelente forma de lucrar e atingir os seus objetivos

Novos clientes estão espalhados por aí e o principal é conseguir atingi-los, porém você ainda não sabe. Dentre as várias estratégias disponíveis, uma das principais é “furar a fila” e o detalhe é aprender a utilizar as ferramentas.

Se tu não quer mais ficar vacilando e deseja começar agora mesmo a usar o tráfego pago, bora para cima. Esse é o seu mais novo amigo e acredite: ele mudará a sua vida e para melhor a partir de agora.

Tráfego Pago: Descubra tudo sobre esse assunto

Sabe quando tu quer de toda forma atingir mais pessoas e não sabe o que fazer? Então… nessas horas, você pensa o seguinte: preciso de tráfego… Bem, tenho de ser honesto e perguntar: qual a definição para tráfego?

Dentro do marketing digital, essa parada significa fluxo de usuários que acessam o seu canal de comunicação. Traduzindo para o português: quantas pessoas visitam o seu site, blog, redes sociais, videos ou qualquer coisa.

Agora você sorriu e já sacou que sabia o que era, não é mesmo!? Precisamos ir além disso e mostrar que há dois tipos de tráfegos: orgânico e pago. Vou explicar um pouquinho sobre cada um deles:

  • Orgânico– Epaminoldas tem um site sobre conquista e ensina aos coroas como conquistar damas. Você digita “como conquistar a Isaura” Google e aparece e o site dele, pois ele tem textos bem ranqueados.
  • Pago– Felícia tem um blog sobre dicas para mulheres na terceira idade terem prazer no sexo. Ela não tem acesso, mas pagou ao google para estar la em cima e o anúncio dela aparece para várias visitantes.

Ah, agora você está logo pensando “nossa, como Felícia teve uma atitude feliz e furou a fila”. Meu jovem, não é bem assim e ela precisa oferecer a solução para o cliente, pois o tráfego pago é apenas um facilitador.

Investir em conteúdo de qualidade é positivo, pois os links patrocinados ou os anúncios em redes sociais apenas servem para atrair clientes. Você está mais ligeira do que o carro do Hamilton, mas a seguir vamos mais rápido.

tráfego pago
tráfego pago

Diferença entre o tráfego orgânico e o tráfego pago?

O tráfego pago é mais rápido, porque traz crescimento para o seu negócio e por meio de estratégias pagas. O tráfego orgânico é gratuito e é a longo prazo, já que costuma levar dias, semanas, meses e anos para que funcione.

Imagine a convivência entre duas pessoas É preciso investir tempo na convivência com o tráfego orgânico, se dedicar e ter muita paciência nessa tática. A vantagem é que não tem custo, quer dizer, mais ou menos, afinal é preciso produzir textos e isso pode requerer $$$.

Com o tráfego pago a parada é outra e você precisa patrocinar um link ou anúncio, dependendo da plataforma. cara, o resultado é instantâneo e agora você se pergunta: será que eu usando uma devo descartar a outra?

Não, pois o ideal é usar ambas e ter um trabalho para consolidar a marca no orgânico, porém o pago traz resultados rápidos. Como a rapidez é uma bela aliada, esse é o tema que está sendo abordado nesse nosso papo.

Minhas redes sociais

Por quais razões é importante usar o tráfego pago?

Sabe a Netflix? É, você senta lá e assiste aquela série maravilhosa, enquanto come pipoca e limpa a mão na sua roupa (eu sei que vc faz isso). Essa empresa é uma das maiores do planeta e opta por investir nesse tipo de tráfego.

Uma lambada apareceu na sua cabeça e você já ouve aquele barulho do Aladim: “Plim”. Não é válido ver o tráfego pago como algo ruim e muitas empresas usam, já que oferece para mais rapidez para atingir.

O uso não deve eliminar a utilização do orgânico e o principal é misturar, uma vez que a miscigenação é a proposta principal. Quero trazer para ti cinco benefícios que são sentidos dentro de muito pouco tempo:

1- Fazer a divulgação de ações específicas

Vários empreendedores vivem reclamando que não tem como separar o dinheiro constante para usar o tráfego pago. Essa é uma verdade para vários empreendedores, mas quem foi que disse que precisa ser assim?

Saiba que quando um novo produto é lançado, você consegue separar uma parte do orçamento para promover um post ou mesmo um texto. Acredite: para toda dificuldade, existe uma solução e basta procurar para encontrar.

2- Trazer mais visibilidade, rapidamente, para o site

Sabe aquela macarronada gostosa que sua mãe fazia no domingo e demorava 4 horas para ficar pronto? Pense nela como tráfego orgânico. No dia em que você chegou em casa com fome, tu pede algo no ifood e chega rapidão na sua casa, é rapido e isso é o tráfego pago.

O tráfego pago oferece para você a chance de ter tudo rápido e resolver o seu problema com facilidade. Entretanto, é preciso, novamente, que o site esteja pela ordem e sempre seguindo o seu funil de vendas.

Ao aumentar a visibilidade de um negócio, a chance de aumentar o reconhecimento da marca e converter é melhor. O segredo é simplesmente converter e usar o seu site ou blog para esse fim, tá ligado!?

3- Aumentar a sua taxa de conversão

O uso de links pagos é adequado para obter sucesso em impactar leads e é preciso só estar na última etapa do funil de vendas. Afinal, ao fazer uma pesquisa na internet, uma vez que sabe o problema e analisou as soluções, resta converter.

A busca, no último estágio do funil de vendas, é por soluções e faz muito sentido usar o tráfego pago. Não se esqueça de escolher os termos e nas (palavras-chave) para aumentar a sua taxa de conversão.

O conteúdo é de qualidade e resolve o problema do seu cliente final, como naquele esquema de “quero beber, busco o bar”. O dono do bar gostou e converteu mais, já que você passou em frente e entrou para tomar a sua Bohemia. 

4- Melhorar a sua reputação dentro do Google

O Google usa um algoritmo para ranquear as melhores páginas do buscador e varia segundo as práticas internas da empresa. Aliás, os critérios não são divulgados e estão mais resguardados do que a fórmula da Coca Cola.

Um dos principais fatores usados e conhecidos é o tempo que os usuários permanecem no site quando fazem uma busca. cara, a verdade é que o tempo comprova que o site foi útil, ou não, e depende muito do caso.

Com o tráfego pago e tendo um conteúdo relevante, é mais simples de aumentar a sua reputação. Fica claro um ponto: não existe milagre e por isso que o principal é sempre ter um texto que converta dentro do site.

5- Complementar o trabalho realizado por texto

Se você acha que basta inserir duas palavras no anúncio ou fazer um texto ruim e que vai converter, lembre-se: isso aqui não é a nova Tekpix. A antiga câmera fazia de tudo, mas o tráfego pago apenas facilita a sua vida.

Quando o texto é bem-feito e redondinho, daqueles que você lê e procura o botão de comprar, a chance de converter é maior. Ao usar uma ferramenta para “furar a fila”, a tendência natural é que funcione ainda melhor. 

Funcionamento

Toda estratégia precisa ser bem planejada, acompanhada, testada e analisada, concorda comigo!? cara, é importante que você defina qual é a meta que o tráfego pago possui e pode ser as seguintes opções:

  • Divulgação da marca ou ganho de visibilidade;
  • Conseguir uma quantidade maior de seguidores;
  • Distribuir seu conteúdo;
  • Trazer maior quantidade de visitas para o seu site ou mesmo blog;
  • Elevar a geração de leads;
  • Efetuar a venda de uma oferta.

Agora se você está pensando em colocar tudo em prática e já era… A vai dar merda e não é por pouco não. É preciso ter um belo planejamento e conhecer o seu público, persona e saber gerar os melhores resultados.

As campanhas de tráfego pago exigem que você defina o formato dessa oferta: texto, imagem, vídeo e tudo o que for permitido. Ainda tem outro ponto: a chamada para ação (CTA) e você deve finalizá-la corretamente.

Na hora de fazer a escolha, é preciso pensar nos canais ou nas plataformas usadas para esse fim. Vou te explicar sobre as formas de cobrança e existem duas que são mais conhecidas: COM e CPM (não é a banda hein).

CPC (Custo por Clique)

O formato de lance é fácil de entender você paga a cada vez que o anúncio receber um clique.. Tipo quando tu vai a pizzaria e não escolhe o rodízio (rs). No caso do CPC, ainda é possível ter um preço máximo, mas fica esperto e defina antes esse valor, daí é só rodar a campanha.

Tem mais uma parada: o acúmulo do máximo dos cliques só vai até o teto que você definiu antes. Para gerar ainda mais conversões, seja para visitas da página, venda de produtos, geração de leads, essa é a parada.

Só é preciso pagar se o anúncio foi visualizado e clicado, do contrário tu não paga nenhum puto. Sorriso no canto da boca e você pensa: esse é o ideal para mim… Erro, ainda tem outro e o principal é que você conheça melhor. 

CPM (Custo por Mil Impressões)

É preciso pagar apenas a cada mil impressões que foram visualizadas no seu anúncio e o funcionamento é diferente do anterior. Nesse tipo de formato, quem deu maior lance tem mais chance de alcançar o público e ranquear (tipo um leilão).

Para quem quiser ter melhores resultados, o macete é investir mais dinheiro e fazer tudo qualidade no anúncio criado. Lembre-se: para o CPM não é apenas o dinheiro que é 100%, mas é um ponto importante (tipo a música do safadão).

O CPM é indicado para os manos e manas que desejarem ter mais visibilidade na internet e aumentar o reconhecimento. Por auxiliar nessas questões, resta apenas ao empreendedor decidir se dança esse samba ou não.

Quais são as principais ferramentas para trazer tráfego pago?

Existem muitas ferramentas que tu pode usar e a lista com as melhores tem seis alternativas, porém a escolha é apenas sua. Vale muito a pena prestar atenção em cada uma delas e, meu amigo, acredite no potencial de todas.

1- Google ADS: Ideal para ter mais tráfego online no maior buscador do planeta 

É perfeito para trazer tráfego e você aparecerá no topo ou na barra lateral do seu buscador e também nos sites parceiros. O benefício principal é que você faz o pagamento apenas quando o usuário clica no anúncio.

Outro recurso incluso é fazer testes A/B com as famosas variações de chamadas, textos, palavras-chave e CTA. Fita simples, meu parceiro ou minha parceira!

2- Facebook ADS e Instagram ADS

O Facebook ADS ajuda a criar de anúncios com textos e fotos, além dos vídeos exibidos dentro da rede social. Você usa esse recurso com o Google ADS e segmentar o alcance, mas fica ligeiro nas práticas do Face.

O funcionamento do Instagram ADS é parecido com o Facebook e ambos possuem a chance de compartilhar a campanha. Integração é a palavra da vez, gaudério. 

3- YouTube ADS

Se você trabalha dentro do YouTube e produz vídeos, essa é a plataforma para aproveitar o tráfego pago. O público, atualmente, mudou os hábitos e prefere ver vídeos do que ler um post, tá ligado!?

O principal é entender que é uma isca para ter maior atração de usuários até o seu site e ter condição de vender. Se você trabalha com a venda de conteúdos e até mesmo os cursos online, aproveite essa ferramenta. 

4- LinkedIn ADS

Essa rede social tem uma pegada mais profissional e gera contatos entre empresas B2B. Para trabalhar o tráfego pago nesta plataforma, não tem problemas e é preciso segmentar, como tu já faz.

5- Tabooola

Por estar presente nas maiores portais de notícias do Brasil, aqui dá para sugerir conteúdos adequados. Por exemplo: na página da Uol Economia, você pode indicar um post sobre investimento em ações.

Conclusão: O tráfego pago é um caminho, não pode ser visto como o destino

Preciso finalizar essa nossa conversa e o principal é entender que o tráfego pago nunca foi, e nem será, o destino. Por outro lado, a estratégia de criar anúncios e textos é meio caminho andado para o sucesso.

Antes de começar a investir nisso, procure fazer a lição de casa e tenha um planejamento eficaz. O site deve ser responsivo e o conteúdo precisa ter qualidade, além de melhorar a experiência do usuário dentro do seu site.

Busque na internet relatórios sobre campanhas e descubra o custo incluso para cada campanha criada. Em seguida, compare com o seu orçamento e use o tráfego pago para “furar a fila”. 

Leave a Reply

error: O conteúdo está protegido !!